Por que adotar um cachorro de rua?

Por que adotar um cachorro de rua?

por | 11 Maio 2017

Você já deve ter se perguntado: “Por que eu adotaria um cachorro de rua?”. Muitos acreditam que cachorro de rua dá mais trabalho do que os comprados em pet shops ou direto dos criadores, ou que são muito agressivos e não servem para viver dentro da sua casa.

A verdade é uma só: esse tipo de pensamento está completamente equivocado. Vamos ao decorrer deste texto mostrar porque você deve sim pensar melhor na possibilidade de adotar um vira lata, e mais que isso, vamos te ajudar a localizar alguns dos locais em São Paulo onde você pode encontrar os bichinhos que estão esperando um novo lar e muito amor.

Em primeiro lugar, precisamos entender que o fato de existirem cachorros de rua não se dá apenas por alguém não gostar deles, e terem os abandonados. São diversos motivos, entre eles: a rápida proliferação entre eles, uma vez que a grande maioria não está castrada e não existe um meio eficaz de controlar isso; cadelas costumam entrar no cio até duas vezes por ano e cada ninhada pode gerar muitos filhotes, que se não forem adotados rapidamente ou colocados em abrigos e castrados, estarão em pouco tempo repetindo o ciclo de cruzamento sem qualquer tipo de limite. Assim, a população de animais de rua só crescerá.

A prefeitura da cidade e diversas entidades sem fins lucrativos tentam dar jeito neste grande problema, mas ainda não é o suficiente. O espaço físico dessas instituições muitas vezes não comporta o grande número de animais, sem contar que eles dependem de doações que nem sempre chegam em quantidade adequada para comida, remédios e outros produtos.

Sobre o comportamento dos bichanos, isso é muito relativo. Cachorro de rua costuma ter mais traumas que cachorros domesticados, pois o dia a dia nas ruas não é fácil. São milhares de pessoas todos os dias afugentando, maltratando e muitas vezes batendo com pedaços de madeira, pedras ou qualquer coisa que encontre no caminho. Esses possuem digamos que um pé atrás com pessoas. Porém, o amor que eles demonstram pelas pessoas que os acolhem e os tratam com o devido respeito e carinho é verdadeiro e este será um grande amigo fiel.

Aqui vai uma história, a qual o editor deste post é testemunha do comportamento amoroso dos animais de rua quando alguém que lhes trata com dignidade:

Certa vez meu pai estava a trabalho nas ruas de São Paulo e eis que um vira-lata, com muita dificuldade de locomoção, estava tentando atravessar uma avenida movimentada. Este cachorro, pela maneira que se rastejava, com toda certeza fora atropelado há pouquíssimo tempo.

Em meio à movimentação intensa da avenida, meu pai não se conteve e foi atrás do cachorro, se arriscando e sinalizando para os motoristas diminuírem a velocidade até que pegou o cão no colo, que meio confuso e ressabiado, demonstrou num primeiro momento uma certa agressividade com rosnados. Porém, meio sem forças, acabou cedendo e se deixou ser levado. Meu pai colocou o mesmo no carro e correu até uma clínica veterinária de sua confiança.

Após medicá-lo e dar inicio a um tratamento, meu pai levou-o para casa e acabou adotando o bichinho. Passados já em torno de 4 anos, meu pai é cada vez mais ligado ao cachorro que por sua vez vê no meu pai o seu verdadeiro salvador, alguém que lhe livrou da morte e lhe deu um lar, e mais que isso, lhe deu amor. Este cachorro sempre chora um pouquinho quando meu pai sai cedo para trabalhar, mas quando meu pai retorna no final da tarde, a alegria é garantida através de pulos cada vez mais altos e aquela esparramada folgada no chão em busca de afago.

Este relato, absolutamente verídico, demonstra que esses animais, uma vez que identificam essas pessoas que os abraçam e lhes dão amor, são propensos a uma fidelidade inimaginável.

Mas nós queremos dar ainda mais motivos para você adotar um cãozinho. Lá vamos nós:

1) Canis nem sempre são confiáveis
O comércio de animais pode parecer algo normal, sem maiores problemas, mas na verdade não é sempre assim. Existem canis legalizados que você pode visitar, conhecer as acomodações, ver se os animais são cuidados e alimentados adequadamente e isso é muito bom. Mas, em contrapartida, existem os canis onde você só vê o filhotinho bonitinho nas feiras ou petshops, e que contam com histórias tristes de animais levados a exaustão para cruzarem, cubículos sujos onde ficam encarcerados, sem banho, com problemas de saúde e com alimentação totalmente inadequada. Se por acaso escolher um cachorro de canil, verifique as condições do mesmo. Mas lembrando: você terá de pagar pelo animal, e com certeza pagará caro, mais um motivo para você adotar.

2) Você não paga por ele
Adotar um vira-lata se mostra positivo até financeiramente. Além da enorme quantidade de animais, onde você pode escolher aquele que mais se identificou, o custo é praticamente zero. O máximo que você vai fazer é fornecer um pequeno cadastro que algumas dessas instituições solicitam para acompanhamento e termo de compromisso com a vida que você está assumindo. Pode haver em alguns casos, uma pequena taxa que será revertida a favor dos demais animais que ficarão aguardando a sua vez, no máximo. Nada mais justo, não?

3) Você dá chance para adultos
Ao contrário dos criadores, os abrigos estão lotados de cães adultos. Mas isso não é um problema. Cães adultos já possuem sua personalidade formada e fica mais fácil introduzi-los ao ambiente familiar. Filhotes requerem maiores cuidados, adultos dispensam isso. Além disso, cães adultos já te mostram o tamanho que eles podem ficar. Assim fica mais fácil você escolher qual animal cabe de forma mais adequada no seu ambiente.

4) Cada animal adotado abre espaço para mais um na fila
Os canis municipais e as instituições que cuidam desses animais em sua vasta maioria estão lotados e novas vagas dependem do fluxo de cachorros que saem de lá para novos lares. Quando você adota um cão, outro tem a chance de receber cuidados apropriados, ainda que dentro dos abrigos.

5) Você também terá sua vida renovada
O amor proporcionado pelos cães aos seus verdadeiros donos é algo que ultrapassa a barreira das espécies. Uma vez que você muda a realidade deles, a sua própria realidade mudará também e isso você verá através dos dias.

Locais para adotar cachorro em São Paulo:

Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – São Paulo
Rua Santa Eulália, 86 – Santana, São Paulo – SP, CEP: 02031-020
Seg. a Sex. das 9h às 17h – Sáb das 9h às 15h.
Levar RG, CPF, comprovante de residência e pagar uma taxa de R$ 15,25.

Centro de Adoção Natureza em Forma
Rua General Jardim, 234 – República, São Paulo – SP, CEP: 01223-010
Ter. a Dom e Feriados das 10h às 20h
Mais informações: http://www.naturezaemforma.org.br/como-adotar/

ABEAC – Associação Bem Estar Animal Amigos da Célia
Mais informações: http://www.abeac.org.br/

Abrigo Dona Cidinha
Mais informações: http://abrigodonacidinha.blogspot.com.br/

Adote um Focinho
Mais informações: http://www.adoteumfocinho.com.br/

APASFA – Associação Protetora de Animais São Francisco de Assis
Mais informações: http://www.apasfa.org/

Celebridade Vira-Lata
Mais informações: http://www.celebridadeviralata.com.br/

Donana’s Patinhas
Mais informações: http://donanaspatinhas.blogspot.com.br/

Jardim dos Amiguinhos
Mais informações: http://www.jardimdosamiguinhos.com/

0 comentários